Esportes Brasil

Brasil faz 1º treino em Nanjing e abrirá fase final do Grand Prix contra a China

Atualizado dia 27/07/2017 às 19:20

A Seleção Brasileira feminina de vôlei chegou nesta quinta-feira a Nanjing, na China, para a fase final do Grand Prix - a estreia será contra as anfitriãs na próxima quarta, dia 2 de agosto, às 8h30 (de Brasília) - depois de 28 horas de viagem e já fez o primeiro treinamento. A ponteira Natália, campeã olímpica com o Brasil no Rio-2016, destacou a importância de antecipar a preparação.

"Já estamos acostumadas a essas viagens longas. Foi muito importante termos chegado esses dias antes para nos adaptarmos ao fuso horário, alimentação e treinamento. Acredito que esse período de aclimatação será fundamental na nossa reta final de preparação", frisou a jogadora.

O Brasil é o atual campeão do Grand Prix e luta pelo 12.º título da competição. O time nacional estará ao lado de chinesas e holandesas no Grupo J, conforme a tabela divulgada pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB, na sigla em inglês). No Grupo K jogarão Estados Unidos, Sérvia e Itália.

Para o técnico do selecionado nacional, José Roberto Guimarães, as donas da casa são as grandes favoritas a vencer o torneio. Mas o treinador confia no potencial das suas jogadoras e aposta na manutenção do bom desempenho da equipe verificado nas fases anteriores da competição.

"Elas (chinesas) jogaram todo o Grand Prix em casa e vão disputar a fase final diante da sua torcida. Na sequência, vamos jogar contra a Holanda que já enfrentamos no Brasil. É uma equipe que evoluiu bastante e fez um bom Grand Prix. Vejo todas as equipes muito equilibradas. Nós temos condições de jogar de igual para igual contra qualquer time. O mais importante é que tenhamos a mesma atitude que tivemos jogando a última etapa no Brasil", projetou Zé Roberto Guimarães.

Após enfrentar as chinesas, a Seleção Brasileira - que terminou a fase de classificação do Grand Prix em terceiro lugar - terá pela frente a Holanda, no dia 3 de agosto, também às 8h30 (de Brasília).

Fonte: Super Esportes



Thomaz Bellucci e André Sá são eliminados nas quartas de final de duplas em Gstaad

Atualizado dia 27/07/2017 às 19:05

Thomaz Bellucci e André Sá foram eliminados nesta quinta-feira nas quartas de final do torneio de duplas do ATP 250 de Gstaad. Os dois tenistas brasileiros não conseguiram desbancar o favoritismo do francês Jonathan Eysseric e do croata Franko Skugor, cabeças de chave número 4 da competição realizada em quadras de saibro na Suíça, onde venceram por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4, em 1h02min de duelo.

Os brasileiros haviam estreado nesta disputa de Gstaad na última quarta-feira, quando derrotaram o indiano Leander Paes e o croata Antonio Sancic por 6/3 e 6/2. No mesmo dia, Bellucci também decepcionou ao cair na primeira rodada da chave de simples, na qual foi surpreendido pelo suíço Henri Laaksonen e amargou a sua sexta derrota consecutiva no circuito profissional, sendo a quinta seguida em estreias.

Neste novo confronto atuando ao lado do veterano Sá, que há 15 dias também foi confirmado como o seu novo técnico, Bellucci e seu compatriota pouco conseguiram ameaçar o favoritismo de Eysseric e Skugor. O francês e o croata encaminharam o triunfo em sets diretos ao aproveitarem quatro de sete chances de quebrar o saque dos brasileiros, que converteram apenas um dos três break points cedidos pelos adversários na partida.

Na semana passada, Bellucci e Sá começaram de forma positiva a parceria que formaram para disputar inicialmente três torneios nos quais confirmaram participação. Eles avançaram às semifinais do ATP 250 de Bastad, na Suécia, também no saibro, piso em que também jogarão na próxima semana em Kitzbühel, na Áustria.

Com a eliminação da dupla nesta quinta, o Brasil também ficou sem mais nenhum representante vivo nas chaves do Torneio de Gstaad, onde Bellucci já se sagrou campeão por duas vezes, em 2009 e 2012. Também na última quarta, o brasileiro Thiago Monteiro foi eliminado na segunda rodada de simples. Já nas duplas, Marcelo Demoliner caiu na estreia atuando ao lado do neozelandês Marcus Daniell, com o qual não conseguiu justificar a condição de cabeça de chave número 1.

SIMPLES - Três dos quatro jogos do torneio de simples de Gstaad programados para esta quinta-feira já foram encerrados. Em um deles, o alemão Yannick Hanfmann surpreendeu o espanhol Feliciano López, terceiro cabeça de chave, batido por 2 sets a 1 com parciais de 7/6 (7/5), 3/6 e 6/1, e avançou às quartas de final. O seu próximo rival será o ganhador do duelo entre Henri Laaksonen e o português João Sousa, agendado para acontecer ainda nesta quinta.

Em outra partida do dia, o italiano Fabio Fognini, quarto cabeça de chave, levou um susto ao ser arrasado por 6/1 pelo azarão eslovaco Norbert Gombos no primeiro set, mas depois reagiu para vencer de virada com parciais de 6/4 e 6/3 e também ir às quartas de final. O adversário de Fognini nesta fase será o letão Ernests Gulbis, que evitou um duelo 100% italiano nas quartas ao superar Paolo Lorenzi por 2 sets a 1, com 7/6 (12/10), 3/6 e 6/4.

Fonte: Super Esportes

Voltar